ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
Pyotr Baranovsky
♦ 26 de fevereiro de 1892
† 12 de junho de 1984 
 

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

Pyotr Baranovsky foi um arquiteto russo, preservacionista e restaurador que reconstruiu muitos edifícios antigos no território da União Soviética, principalmente após a Segunda Guerra Mundial. Sua maior realização foi a restauração e reconstrução no início dos anos 1930 da Catedral de São Basílio (Projeto dos arquitetos Ivan Barma e Yacolev Postnik do século XVI).

 

Pyotr Baranovsky nasceu em uma família de camponeses em Shuyskoye, região de Smolensk, e obteve seu diploma de engenheiro de construção em Moscou em 1912, ganhando a medalha da Sociedade Arqueológica da Rússia para a restauração do Mosteiro da Trindade em sua região natal Smolensk.

 

Depois de um breve trabalho em projetos ferroviários e industriais, com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, ele foi convocado para o Corpo dos Engenheiros Militares do Exercito Russo. Em 1918, ele completou uma segunda graduação, em estudos de arte, e se juntou ao corpo docente da Universidade Estadual de Moscou.

 

Em 1921, Baranovsky iniciou uma série de expedições ao Norte da Rússia com o objetivo de pesquisar e catalogar centenas de marcos arquitetônicos pelo territorio soviético que vão desde o Mar Branco, passando pela Ucrânia e o Azerbaijão.

 

Em 1924, Baranovsky convenceu as autoridades soviéticas a declarar o parque Kolomenskoye uma área de museu, e se tornou seu primeiro gerente. De 1927 a 1934, ele trabalhou na preservação da arquitetura de edificios historicos de madeira do interior da Rússia, destacando-se a Casa do Czar Pedro I.

 

Baranovsky foi muito sagaz em sua estratégia. Ele sabia que a única maneira de defender edifícios religiosos na Rússia Soviética era convertê-los em museus. Assim ele conseguiu preservar muitos mosteiros, capelas e templos, além de reunir material visual abundante, com ajuda do fotógrafo Mikhail Pogodin  dos que foram demolidos, permitindo seu estudo para a posteridade. Estes arquivos, hoje chamados de Arquivo Baranovsky-Pogodin são importantes fontes de consulta

 

Durante o período do terror stalinista, tanto Baranovsky quanto Pogodin foram perseguidos, acusados de propaganda anti-soviética. Depois do exílio, no final dos anos 1930, Baranovsky retornou ao trabalho de preservação e restauro de prédios históricos tendo no periodo pós-guerra descoberto e restaurado túmulos de importantes figuras históricas russas, desde os tempos do império czarista como o grande pintor Andrey Rublev, um dos maiores pintores de ícones ortodoxos do século XVI.

 

Durante a Segunda Guerra Mundial, Baranovsky foi contratado pela Comissão Estadual para a investigação de crimes fascistas nos ex-territórios ocupados, e com um título de oficial na Comissão Estatal de Preservação de Monumentos. ele contribuiu com a restauração dos danos causados pelos nazistas em Smolensk, Vyazma e outras localidades no território soviético.

 

Após a guerra, continuou seu trabalho de restaurador recebendo muias condecorações e prêmios pelo serviço realizado.

 

Nesse período, seu principal trabalho foi a restauração da Embaixada do Patriarcado da Igreja Ortodoxa Russa, feito em 1947. Para evitar a perseguição stalinista às referencias ortodoxas, Baranovsky fez desse prédio o quartel-general dos trabalhos de restauração, estabelecendo ali seu próprio escritório. Hoje o complexo é um museu.

 

Baranovsky morreu com a idade de 92 anos e foi enterrado dentro de um dos locais que ajudou a preservar e restaurar décadas antes, o Mosteiro de Donskoy em Moscou.

Pyotr Baranovsky

Em seu estudio de restauração

PRINCIPAIS OBRAS:

 

Dentre as principais obras de restauro de Baronovsky, que ainda mantém o toque da reconstrução promovida pelo arquiteto, destacamos:

 

> (1) Donskoy Monastery, fundado em 1591 e preservado pelo trabalho de Baranovsky.

 

> (2)  Catedral de São Basílio (1555, de  Ivan Barma e Yacolev Postnik ) - Restaurada e preservada por Baranovsky e declarada em 1991 Patrimonio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

 

> (3) Embaixada do Patriarcado da Igreja Ortodoxa Russa, 1947.

 

> (3) Embaixada do Patriarcado da Igreja Ortodoxa Russa, 1947.

 

Krutytsi.jpg
Krutytsi.jpg
press to zoom
Krutitsy_Metochion1.jpg
Krutitsy_Metochion1.jpg
press to zoom
Donskoy Monastery
Donskoy Monastery

> (1) Donskoy Monastery, fundado em 1591 e preservado pelo trabalho de Baranovsky.

press to zoom
Catedral de São Basílio
Catedral de São Basílio

> (2) Catedral de São Basílio (1555 de Ivan Barma e Yacolev Postnik) - Restaurada e preservada por Baranovsky e declarada em 1991 Patrimonio Mundial da Humanidade pela UNESCO

press to zoom

2

1

3

4

REFERENCIAS:

 

GLANCEY, Jonathan. Guia Ilustrado de Arquitetura. Trad. Laura Alves e Aurélio Rebello. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

 

Pokrovsky Cathedral (in Russian) (em russo) Site oficial do Museu Histórico do Estado

 

- RUSSIAN CHURCHS - Donskoy Monastery. The History of monastery. Disponivel em http://russian-church.ru/english/viewpage.php?cat=moscow&page=260. Acesso em 04 de julho de 2015.

 

 

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete:: DURANTE, Silvio
Título: Victor Baltard

Documento nº: B04
Disponível na Internet via: 
Última atualização: 04/07/2015

Início

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital