ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
Thomas Paine
♦ 29 de janeiro de 1737, Thetford, Norfolk, Grã-Bretanha
† 08 de junho de 1809, New Rochelle, Estados Unidos.

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

Apresentação:

 

Thomas Paine foi um dos mais versáteis seres humanos da História, não apenas por contribuições em diversas áreas do conhecimento, mas pela sua lutae defesa das liberdades democráticas por onde ele passou.

 

Foi um filósofo, político, jornalista, inventor, arquiteto, escritor e revolucionário, lutando pela Independencia dos Estados Unidos e depois na Revolução Francesa. Seus escritos políticos são uns dos mais improtantes da modernidade e ele foi um dos autores do final do século XVIII mais lidos de todos os tempos. É também de Thomas Paine os principios das teorias econômicas distributivas de democratização da riqueza socialmente produzida, que depois tornariam-se base para os programas sociais de combate à miséria dos séculos XIX, XX e XXI, dentre os quais, o Bolsa Família no Brasil.

 

 

****

Resumo da Vida

 

Thomas Paine nasceu na Inglaterra, seu pai era da religião cristã radical dos "Quakers" e sua mãe, da Igreja Anglicana. Na idade de 13 anos, ele começou a trabalhar com seu pai, que era alfaiate, depois trabalhou numa empresa que fazia cordas para navio, mais tarde, trabalhou como um oficial de cobrança de impostos de bebidas alcoólicas e de tabaco. Ele não se destacou em nenhum trabalho e a sua vida na Inglaterra foi, de fato, marcado por repetidos fracassos.

 

Aos 37 anos, a esposa e o filho de Paine morreram no parto, e seu negócio, e em 1772, Paine publicou "O Caso dos Diretores de Impostos Especiais de Consumo",  onde defende melhores remunerações aos trabalhadores. Foi demitido logo em seguida. Devido a este panfleto, ele se encontrou com Benjamin Franklin, que o aconselhou a se mudar para a América.

 

Paine chegou na Filadélfia em 30 de Novembro de 1774,trabalhando para a Revista Pennsylvania. Neste momento, Paine começou a escrever a sério, publicando vários artigos, de forma anônima ou sob pseudônimos. Um de seus primeiros artigos foi uma condenação contundente do comércio de escravos africanos, chamado "A escravidão Africana na América", que ele assinou com o nome de "justiça e humanidade." Idéias de Paine foram ganhando importancia junto aos que lutavam pela independencia da América.

 

Depois das batalhas de Lexington e Concord (19 de abril de 1775), que foram os primeiros conflitos militares da Guerra Revolucionária Americana, Paine argumentou que os Estados Unidos não devem simplesmente se revoltar contra as altas taxas dos produtos, mas deveriam exigir a independência da Grã-Bretanha, formando um novo país. Ele expandiu esta idéia em um panfleto de 50 páginas chamado "Common Sense", que foi impresso em 10 de janeiro de 1776.

 

Com mais de 500 mil copias vendidas, Paine dedica todo dinheiro da publicação para a causa da independencia. Esteve presente na assinatura da Declaração de Independência, que foi ratificado por unanimidade, 04 de julho de 1776.

 

Em abril de 1787, Paine voltou para a Inglaterra, onde ele logo tornou-se fascinado com o começo da Revolução Francesa. Ele apoiou imediatamente e apaixonadamente a Revolução, por isso  escreve o livro Direitos do Homem (1791) apoiando as lutas do povo francês contra o absolutismo.

 

Participou da Revolução, foi preso por não concordar com alguns radicalismo dos revolucionários, mas logo foi solto. Em fins de 1802, retorna aos Estados Unidos a convite do presidente Jefferson.

 

Paine morreu em junho de 1809.

 

Escreveu inúmeros artigos e panfletos. Dentre seus principais livros estão:

• Common Sense (1776)

• A crise americana (1776-1777)

• Os Direitos do Homem (1791-1792)

• Age of Reason (1794, 1795, 1807)

• Justice Agraria (1797)

 

***

Paine, o arquiteto:

 

Paine tinha um espírito inventivo. Mas ele fez importantes contribuições num momento onde ainda pouco de experimentava o ferro nas construções. Ele desenhou a ponte de Sunderland, em 1796 sobre o rio Wear no distrito de Wearmouth, Inglaterra. Foi desenhada com base no modelo que ele tinha feito para a ponte do rio Schuylkill, na Filadélfia, em 1787. O chamado arco Sunderland se tornou o protótipo para muitos arcos subseqüentes feitas em ferro e aço.  Quando a ponte foi inaugurada em 09 de agosto de 1796. era a maior ponte de ferro do mundo, com 72 metros de comprimento. Foi reconstruida no século XIX e novamente em 1929.

A ponte de Paine seria uma das maiores estruturas de ferro até a construção da Torre Eiffel, por Gustave Eiffel, quase um século depois.

Ele também recebeu uma patente britânica sobre uma ponte de ferro, desenvolveu uma vela com aditivos que não produziam fumaça, e trabalhou com o inventor John Fitch no desenvolvimento de motores a vapor. Ele ainda inventou uma plaina mecânica e um motor movido à polvora.

OBRAS SELECIONADAS:

 

> (1) Ponte de Ferro de Wearmouth, 1796 (Gravura)

 

> (1) Ponte de Ferro de Wearmouth,
> (1) Ponte de Ferro de Wearmouth,

> (1) Ponte de Ferro de Wearmouth, 1976

press to zoom

- Referencias:

 

- Thomas Paine. [Internet]. 2015. The Biography.com website. Available from:http://www.biography.com/people/thomas-paine-9431951 [Accessed 26 Jul 2015].

 

- IHA - Independence Hall Association. Thomais Paine. Disponivel em http://www.ushistory.org/paine/.  Acesso em 26 de julho de 2015.

 

- HISTORY. Thomas Paine. Disponivel em http://www.history.com/topics/american-revolution/thomas-paine. Acesso em 26 de julho de 2015.

 

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete:: DURANTE, Silvio
Título: Thomas Paine

Documento nº: P03
Disponível na Internet via: https://www.ebad.info/paine-thomas
Última atualização: 26/07/2015

Início

Índice A-Z

Thomas Paine

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital