ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
DONATO BRAMANTE
♦  1444 Monte Asdrualdo, cidade de Urbino - Itália
† 11 de abril de 1514, Roma, Itália

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

Filho de uma família de fazendeiros, seu verdadeiro nome era Donato Pascuccio d'Antonio e desde cedo mostrou aptidão para ciências matemáticas e passava grande parte do tempo lendo e fazendo calculos com seu ábacus. Seu pai ensinou-lhe alguns rudimentos de pintura ainda na infância.

 

De sua vida, pouco se sabe antes do ano de 1477, quando ele passa a trabalhar em Bergamo e tem contato com grandes mestres da arquitetura de seu tempo. Presta serviços como ilustrador para diversos arquitetos e provavelmente muitos trabalhos atribuídos a outros arquitetos deste período, provavelmente sejam de Bramante.

 

Depois de 1477, ele se estabelece na Lombardia, norte da Italia, e executa muitos trabalhos em afrescos em diversos palácios e igrejas em várias cidades e povoados da região.

 

A primeira obra arquitetônica que pode ser atribuída a Bramante é a igreja de Santa Maria, em San Satiro. Nesta igreja ele usa muitas técnicas de perspectivas nas pinturas dos ambientes internos, técnica utilizada por ele em outros locais.

 

Em 1488 Bramante, juntamente com um time de outros arquitetos, foi convidado pelo cardeal Ascanio Sforza, irmão de Ludovico Sforza e bispo de Paiva, para elaborar um novo plano para a catedral de Paiva. Bramante fui muitas vezes a essa cidade durante este período, e foi provavelmente sob sua supervisão que a cripta e a porção inferior do edifício foram executados.

 

Bramante parece ter tido relações estreitas com Leonardo da Vinci. Em 1482 Leonardo tinha visitado Milão a partir de Florença, e em 1490 ambos estavam ocupados com os problemas estilísticos e estruturais da torre da catedral de Milão. A partir de 1487-1490 uma série de intercâmbios mútuos pode ser documentada entre os dois gênios do renascimento. As provas escritas somente de idéias de Bramante sobre arquitetura remonta a esta época (1490) e consiste de um relatório sobre o problema da torre. Bramante examinou várias soluções (entre eles um de sua autoria, uma planta quadrada).

 

Mesmo tendo a família Sforza como patrocinadores, Bramante nunca alcançou a riqueza por seu ofício. Embora já renomado como arquiteto, nunca abandonou a pintura e sua obra mais famosa é o "Cristo na Coluna da Abadia de Chiaravalle" (de 1490).  

 

Ele executou várias atividades na década de 1490, antes de deixar Milão e finalmente seguir para Roma. supõe-se que em 1492 ele estava em Florença para estudar a obra de Brunelleschi. Em 1493 ele fez um relatório sobre determinados fortificações na fronteira da Suíça para Ludovico.

 

Seus últimos anos em Lombardia foram marcados pela atividade incansável que caracterizou o resto de sua carreira. Ele foi, provavelmente, responsável pelos projetos da piazza de Vigevano (realizado entre 1492 e 1494, em parte transformadas no final do século 17), da decoração arquitetônica nas fachadas de palácios,   para o interior do castelo da cidade de Vigenano, da fachada da igreja de Santa Maria, em Abbiategrasso (perto de Milão) em 1497 e da capela de Santo Ambrósio, em Milão, em 1498.

 

Bramante foi contratado em 1502 para iniciar a pequena igreja conhecido como o ''Tempietto di San Pietro'', no local onde São Pedro foi crucificado.

 

A eleição do Papa Julius II em outubro 1503 começou uma nova fase no trabalho de Bramante. Ele imediatamente entrou a serviço do novo papa, que foi um dos maiores mecenas da história da arte. Bramante tornou-se o intérprete, em arquitetura e urbanismo, do sonho do pontífice de recriar o antigo império dos Césares (renovatio imperii) tendo projetado neste período complexos de edifícios gigantescos.

Em 1505, Bramante planejou a nova Basílica de São Pedro, em Roma - sua maior obra e um dos projetos de construção mais ambiciosos até aquela data na história da humanidade. A primeira pedra foi colocada em 18 de abril de 1506. No local do projeto teve que ser removida a antiga Basílica de Constantino.

Nomeado superintendente geral de toda a construção papal, Bramante era não só principal arquiteto do papa, mas também seu amigo pessoal. Concomitante com seu trabalho em São Pedro, Bramante apresentou a Julius II um plano muito ambicioso para a remodelação completa dos palácios do Vaticano, que foi, no entanto, anulado.

Apesar da escala grandiosa do projeto da Basilica de são Pedro, Bramante continuou a trabalhar em projetos menores. Entre 1505 e 1509 ele realizou uma ampliação do coro da igreja de Santa Maria del Popolo, na construção em Castel Sant'Angelo, e uma remodelação da Rocca di Viterbo. Além disso, em 1506, como engenheiro militar, ele acompanhou o papa a Bolonha (onde a grande escadaria do Palazzo Anziani tem sido atribuída a ele).

Em 1508, quando o novo plano da cidade de Júlio II para Roma começou a ser posta em prática, Bramante desempenhou um papel importante como arquiteto e urbanista remodelando várias vias e praças de Roma, tornando-a definitivamente uma cidade renascentista e rompendo com o traçado urbano medieval.

Bramante, por volta de 1509, havia desenhado o fundo arquitectónico para o quadro "A Academia de Atenas" de Raphael (1508-1511; Vaticano, Roma) e, em troca, Raphael representou Bramante no afresco retratado como o geógrafo grego Euclides.

Após a morte de Julius II, Bramante, já idoso e com pouca saúde, permaneceu sob a tutela do Papa Leão X. De acordo com uma fonte tardia e incerta, em 1513 ele apresentou ao Papa Leão X de um plano de controle de água audacioso para a cidade, projetado para evitar as inundações periódicas do rio Tibre.  Não realizou mais nenhum projeto desde então e faleceu no ano seguinte, em 1514. Ele está enterrado na Basílica de São Pedro.

Donato Bramante
128-BRAMANTE.jpg
Donato Bramante, representado em uma desenho posterior, com uma maquete de seu famoso Tempietto 
tempietto.jpg
Reprodução dos desenhos de Bramante, onde vemos o famoso Tempietto  de São Pedro, representado em elevação, cortes e plantas.
o cristo na coluna.jpg
A mais famosa pintura de Donato Bramante: O Cristo na Coluna, 1490, hoje exposto na Pinacoteca de Milão.

OBRAS SELECIONADAS:

 

> (1) Planta da Basílica de São Pedro, Roma, 1505

> (2) Tempietto de São Pedro, Roma, 1502

> (3) Piazza Ducale, Vengevano

> (4) Igreja de Santa Maria em san Satiro (1476)

> (5) Igreja de Santa Maria das Graças (Milão, 1497)

> (6) Igreja de Santa Maria das Graças (Milão, 1497)

 

Planta da Basílica de São Pedro
Planta da Basílica de São Pedro

> (1) Planta da Basílica de São Pedro, Roma, 1505

Tempietto de são Pedro
Tempietto de são Pedro

> (2) Tempietto de São Pedro, Roma, 1502

Piazza Ducale
Piazza Ducale

> (3) Piazza Ducale, Vengevano

Igreja de Santa Maria
Igreja de Santa Maria

> (4) Igreja de Santa Maria e São Satiro (1476) (Fachada e Interior - nave principal)

SantaMaria-delle-Grazie
SantaMaria-delle-Grazie
igreja santa maria das gracas
igreja santa maria das gracas

Referencias:

 

- GLANCEY, Jonathan. Guia Ilustrado de Arquitetura. Trad. Laura Alves e Aurélio Rebello. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

 

- BRUSCHI, Arnaldo. Donato Bramante. Italian Architect. Disponivel em http://www.britannica.com/biography/Donato-Bramante/Lombard-period. Acesso em 06 de julho de 2015.

 

- MAP OF ART IN ITALY. Tempietto di San Pietro. Disponivel em http://www.arte.it/luogo/tempietto-di-san-pietro-in-montorio-roma-4716. Acesso em 06 de julho de 2015.

-OXFORD, Reference. Donato Bramante. Disponível em https://www.oxfordreference.com/view/10.1093/oi/authority.20110803095524154#showmorecontent. Acesso em 03/06/2020

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete:: DURANTE, Silvio
Título: Donato Bramante

Documento nº: B32
Disponível na Internet via: https://www.ebad.info/bramante-donato
Última atualização: 03/06/2020

Início

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital